Corte de salários

Sindicatos suspendem negociações após proposta indecente da Abeam

Entidades sindicais marítimas decidiram nesta quarta-feira (28/3/2018) suspender as negociações com a Abeam (Associação Brasileira das Empresas de Apoio Marítimo). A intenção é, antes de continuar as tratativas com os patrões, consultar as bases a bordo sobre a proposta patronal de cortar 30% dos salários.

A injustificável sugestão a favor da drástica redução salarial da Abeam para renovar o Acordo Coletivo de Trabalho havia sido apresentada 15 dias antes, na primeira reunião da temporada entre empregados e empregadores.

Para discutir o assunto em caráter de urgência, a Federação Nacional dos Aquaviários convocou nove entidades sindicais, incluindo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aquaviários e Aéreos (CONTTMAF). Entre os sindicatos, marcaram presença o SINDCONVÉS, o SINDFOGO e o TAICUPAM.

Em bloco, os dirigentes sindicais decidiram suspender as negociações, denunciando ainda, além da proposta que reduz os salários em 30%, o corte de cláusulas sociais.

– Está claro que o patronato elaborou um documento que retira salários e conquistas de décadas de luta. E a base da proposta indecente é infame reforma trabalhista em vigência desde novembro – resumiu o presidente da FNTTAA, Ricardo Ponzi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *