Leilão do pré-sal

FUP diz que Temer entrega petróleo de bandeja

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) criticou a 15ª Rodada de Licitações que a ANP realizou em março para venda de blocos de exploração de petróleo do pré-sal.

Dos R$ 8 bilhões que o governo arrecadou em bônus de assinaturas, R$ 7,5 bilhões (93% do total), são referentes aos nove blocos da Bacia de Campos localizados na franja do pré-sal, cujas reservas estimadas são de pelo menos 6,3 bilhões de barris de petróleo.

“Como já havia ocorrido na 14ª Rodada, as multinacionais foram novamente presenteadas com áreas petrolíferas altamente produtivas e lucrativas, pagando bônus de assinatura muito abaixo do que pagariam no regime de partilha e, pior, sem deixar uma gota sequer de óleo para o Estado brasileiro”, diz a FUP.

“Apesar das evidências de danos contra o patrimônio público, o governo comemorou efusivamente os resultados da 15ª Rodada. O que dizer então das empresas que levaram praticamente de graça os blocos arrematados? Só na Bacia de Campos, o preço médio do barril dos nove blocos leiloados saiu a R$ 0,84. As petrolíferas pagaram menos de um real por cada barril com 159 litros de óleo! Ou seja, os golpistas estão doando o nosso petróleo para as multinacionais”, acrescentou a entidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *