Petroleiros começam a parar

FUP em greve de 72 horas denuncia desmonte da Petrobras

Marcada para esta quarta-feira, 30/5/2018, a greve nacional de advertência da Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos filiados. A paralisação será de 72 horas. O objetivo da FUP tem três objetivos básicos: 1) forçar o governo a baixar os preços do gás de cozinha e dos combustíveis; 2) lutar contra a privatização da empresa; 3) exigir a saída imediata do presidente Pedro Parente, que, com o aval do governo Michel Temer, mergulhou o país numa crise sem precedentes.

Indícios do desmonte

A greve de 72 horas é mais uma etapa das mobilizações que os petroleiros vêm fazendo na construção de uma greve por tempo indeterminado, que foi aprovada nacionalmente pela categoria.

A FUP denuncia que o número de importadoras de derivados quadruplicou nos últimos dois anos, desde que Parente adotou preços internacionais, onerando o consumidor brasileiro para garantir o lucro do mercado. Em 2017, segundo a Federação Única dos Petroleiros, o Brasil foi inundado com mais de 200 milhões de barris de combustíveis importados, enquanto as refinarias, por deliberação do governo Temer, estão operando com menos de 70% de sua capacidade. O povo brasileiro não pagará a conta desse desmonte, afirma a entidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *